Acupuntura na Gravidez

Artigo de Andreia Barros para a Revista De Mãe para Mãe

Durante a gravidez, com todas as picadas no dedo, análises, dores aqui e acolá, levar voluntariamente com picadas de agulhas pode parecer a última coisa que lhe apetece fazer!
Mas muitas futuras mamãs cantam louvores à acupuntura quando se trata de aliviar alguns problemas e desconfortos típicos da gravidez.

Na verdade, várias pesquisas científicas afirmam que a acupuntura pode ajudar a tratar muitas das dores e desconfortos comuns deste período.

A acupuntura é uma técnica terapêutica e um ramo da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na introdução de finas agulhas na superfície corporal em locais específicos. Utiliza um sistema diagnóstico próprio e os pontos são escolhidos de acordo com o objetivo terapêutico.

“Gravidez não é doença!” ouve-se muitas vezes por aí. De facto, a gravidez é um processo fisiológico natural. Contudo, na gravidez o corpo da mulher passa por várias mudanças, a nível físico, emocional e hormonal que podem constituir verdadeiros desafios.

O recurso a fármacos na gravidez é limitado pelo que a acupuntura representa uma opção segura para alguns desconfortos deste período, em complementaridade com acompanhamento médico.

Como é que funciona?

A acupuntura envolve a estimulação dos nervos sensoriais sob a pele e nos músculos.
Isso faz com que o corpo produza substâncias naturais, como as endorfinas para o alívio da dor. É provável que essas substâncias libertadas naturalmente sejam responsáveis ​​pelos efeitos benéficos experimentados com a acupuntura.

Acupuntura dói?

É praticamente indolor. A maioria das mulheres sente-se relaxada durante e após a sessão.

É seguro?

Uma revisão sistemática de 2014, puplicado no Acupunture in Medicine refere que a acupuntura durante a gravidez tem um risco muito baixo reações adversas. A acupuntura deve ser praticado por alguém com a devida formação e treino. Em Portugal a profissão de acupuntura é regulada pela ACSS e o profissional deve ser detentor de cédula para exercer a profissão.

Que condições se podem tratar com a acupuntura?

Problemas como perturbações do sono, sinusite, dor de costas, síndrome do túnel cárpico, são comuns na gravidez e podem ser endereçados com acupuntura. Olhando para os desconfortos mais comuns de cada trimestre a acupuntura pode tratar:

1º trimestre
  • Náusea /enjoos
  • Cansaço
  • Obstipação
  • Dor de cabeça

Um ensaio clínico na Austrália, envolvendo cerca de 600 grávidas até às 14 semanas, concluiu que um ponto de acupuntura que se situa no pulso é eficaz no tratamento de náusea.

2º trimestre
  • Azia
  • Dor lombar e pélvica
  • Problemas circulatórios

Um estudo publicado na Acta Obstetricia et Gynecologica Scandinavica analisou a dor pélvica e lombar em mulheres grávidas e concluiu que a acupuntura é um método seguro e eficaz de reduzir a dor sem produzir quaisquer efeitos colaterais graves.

3º trimestre
  • Dor lombar e pélvica
  • Bebé pélvico (sentado)
  • Entrada em trabalho de parto
  • Alívio da dor no parto

Se está já no terceiro trimestre e o bebé continua sentado vale a pena experimentar uma técnica da acupuntura que é a moxabustão. Esta consiste em aquecer pontos de acupuntura por calor produzido pela queima de uma planta, geralmente usada no formato de um charuto. No caso do bebé pélvico, é aquecido um ponto que se situa no dedo mindinho do pé. Estudos demonstram que poderá ser eficaz a estimular o bebé a posicionar-se de cabeça para baixo. Acredita-se que esta técnica estimule a produção de estrogénio placentário e prostaglandinas maternas, que por sua vez promove contrações uterinas e movimentação fetal.

No fim da gravidez, a acupuntura pode ser usada para facilitar a entrada em trabalho de parto. Usam-se pontos para relaxar o períneo, dilatar o colo do útero e estimular contrações uterinas. É comum grávidas procurarem acupuntura quando têm uma indução de parto agendada no hospital, mas gostariam de entrar espontaneamente em trabalho de parto.

Uma revisão sistemática da Cochrane de 2017 sobre o uso da acupuntura na indução do trabalho de parto concluiu que a acupuntura mostrou benefício na maturidade do colo do útero.

A acupuntura durante o trabalho de parto, ou mais facilmente usado acupressão (pressão no ponto com o polegar) também é uma ótima ferramenta para controlo da dor, reduzindo o uso de analgesia farmacológica.