COMO ESCOLHER O PRIMEIRO SAPATINHO DO BEBÉ?

Os primeiros passos que o nosso filho dá são sempre um momento marcante.
Quando esta altura chega, muitos pais perguntam-se: qual será o melhor sapatinho para o meu bebé?

Quando os bebés nascem, o pé tem uma função puramente sensorial (é um veículo de informações para o cérebro), mas com o evoluir do desenvolvimento (gatinhar, caminhar, correr, saltar..), a função motora ganha cada vez mais relevância.

É importante, por um lado, manter este estímulo sensorial, permitindo que a criança ande descalça sempre que possível – para que possa “sentir” diferentes tipos de apoio e experimentar pisos diferentes (relva, areia, mosaico) – e, assim, ajudar assim o correto desenvolvimento músculo-esquelético do pé.

Por outro lado, nesta fase da marcha, é fundamental perceber qual o sapato que melhor se adequa a uma criança nos primeiros anos de vida.

Partilhamos, por isso, os principais pontos a ter em consideração:
– Sola: flexível e não muito grossa, para permitir que a criança sinta os diferentes tipos de piso, e de forma a que parte anterior do pé consiga “dobrar” na fase de propulsão.
– Ponta: suficientemente larga para dar espaço aos dedos do pé de cumprir o correto movimento de apoio.
– Calcanhar: precisa de ter um reforço para não deixar o pé cair em pronação (cair para dentro).
– Parte central do sapato: deve ficar justa e apertada ao pé, para acomodar os movimentos do mesmo.
– Altura: o sapato deve chegar abaixo dos maléolos (tornozelo), para permitir à articulação uma melhor propriocepção, prevenindo assim lesões futuras.

Tem dúvidas ou acha que o seu filho tem alguma dificuldade na marcha?
Fale connosco, estamos aqui para ajudar.